Terça, 19 de fevereiro de 2019
19 99746-0072
Cidades

06/02/2019 ás 13h38 - atualizada em 06/02/2019 ás 13h52

74

A Estância

Avaré / SP

Prefeitura de Botucatu possibilitou mais de 10 mil mamografias e ultrassons em 2018
Em 2018, o Centro realizou 7.616 mamografias, 1.836 ultrassons obstétricos e 1.380 ultrassons mamários, todos gratuitos para mulheres acima dos 40 anos, pacientes da Rede Municipal de Saúde.
Prefeitura de Botucatu possibilitou mais de 10 mil mamografias e ultrassons em 2018

A Prefeitura de Botucatu renovou na manhã desta terça-feira, 05, o convênio com o Centro de Diagnósticos de Doenças de Mama. Em 2018, o Centro realizou 7.616 mamografias, 1.836 ultrassons obstétricos e 1.380 ultrassons mamários, todos gratuitos para mulheres acima dos 40 anos, pacientes da Rede Municipal de Saúde.


Em todo o País, só são atendidas por exames de imagem mulheres com idade entre 50 a 69 anos. Em Botucatu, o atendimento é mais abrangente, já que os exames atendem pacientes a partir dos 40 anos, faixa etária em que são encontrados 30% dos tumores.


“Nós temos um diferencial importante de todo o resto do país, que são os exames marcados quase que de imediato após encaminhamento do posto de saúde. Com isso, conseguimos rastrear 48% da faixa etária em que é mais comum aparecer o câncer de mama na Cidade, número muito maior do que os 24% rastreados pelo SUS no Brasil. Ainda neste ano, queremos oferecer os exames de forma menos burocrática, para que todas as mulheres possam cuidar da saúde”, afirmou o Prefeito Mário Pardini.


Em Botucatu, aproximadamente 7 em cada mil mulheres são diagnosticadas com o câncer de mama. Quando descoberto precocemente, a chance de cura chega a 98%, especialmente em casos onde o tumor apresenta tamanho de até 1 centímetro.


“Tumores de até 1 centímetro não são palpáveis. Por isso é importante que as mulheres, mesmo não tendo percebido alteração no autoexame de toque, realizem os exames de imagem rotineiramente, inclusive aquelas que têm entre 40 e 50 anos”, disse o ginecologista e diretor do Centro de Doenças da Mama, Marcus Guazelli.


Outro dado que demonstra a qualidade do atendimento obstétrico gratuito em Botucatu se dá pela tecnologia dos equipamentos utilizados. Enquanto em todo o Brasil, apenas 17% dos mamógrafos (equipamentos de imagem que realizam a mamografia) são digitais, Botucatu conta tecnologia de ponta.“Estamos estudando a possibilidade de realizar, além da mamografia e dos ultrassons, os exames de punção e biópsias também através desse convênio com o Centro da Mama. Serão mais serviços feitos após encaminhamento das Unidades de Saúde e que deixarão as mulheres mais confortáveis”, finalizou o Secretário Municipal de Saúde, André Spadaro.


 

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium