Terça, 19 de fevereiro de 2019
19 99746-0072
Cultura

01/02/2019 ás 16h48

115

A Estância

Avaré / SP

Museu abre mostra de bicos de pena de Augusto Esteves
Artista plástico de renome internacional viveu em Avaré na infância
Museu abre mostra de bicos de pena de Augusto Esteves

utor de um dos mais preciosos acervos de ilustrações científicas do Brasil, o desenhista, poeta e ceroplasta paranaense Augusto Esteves (1891-1966), que passou sua infância em Avaré, tem aspectos de sua vasta obra – em especial os seus desenhos feitos em bicos de pena – exposta numa mostra organizada pelo Museu Municipal Anita Ferreira De Maria.


Esteves projetou-se como desenhista ceroplasta da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), atuando junto às cadeiras de Dermatologia, Sifiligrafia e Medicina Legal. Seus trabalhos, admiráveis, foram levados para a Universidade de Coimbra, Portugal, e para o Colégio Internacional de Cirurgiões, de Chicago (EUA). Diversa, a sua obra artística inclui óleos, aquarelas, pergaminhos luminosos, desenhos murais, ilustrações de livros, jornais e revistas, máscaras mortuárias e, principalmente, peças em cera (anatômicas, lesões, úlceras, animais e pranchas didáticas) de grande interesse científico.


“O artista desenhava com um bico de pena entintado de nanquim. Felizmente conseguimos resgatar uma série desses trabalhos, muitas das peças cedidas gentilmente pelo colecionador Gilberto Tenor”, adianta o professor Gesiel Neto, diretor do Museu.


Augusto Esteves foi casado com Alvarina, filha do médico Vital Brazil, com quem teve seis filhas. Visitava com frequência os familiares em Avaré e ilustrou com bicos de pena o livro “Um pouco da história do Avaré, outrora Rio Novo”, de Jango Pires. É autor do óleo sobre tela “O sonho do Major”, que está no Museu. Em novembro de 1961, pelos serviços prestados à cultura, à ciência e à arte, ele recebeu da Câmara de Vereadores o título de “Cidadão Avareense”.


A exposição será aberta nesta segunda-feira, dia 4, e poderá ser visitada pelo público até o fim do mês, de segunda a sexta-feira, das 8h ao meio-dia e das 13h às 17h, no Centro Avareense de Integração Cultural (CAIC).

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium