Sábado, 16 de dezembro de 201716/12/2017
14-9 97904590
Eduvale
POLÍTICA
Vereador denuncia cabidão de emprego na Prefeitura de Avaré
O prefeito precisa vir a público e justifique a necessidade de trazer esse pessoal de São Manuel para cá e também que explique onde esses profissionais estariam trabalhando, com vencimentos de 3 mil reais mensais.
A Estância Avaré - SP
Postada em 28/11/2017 ás 13h37
Vereador denuncia cabidão de emprego na Prefeitura de Avaré

O Prefeito Jô Silvestre precisa vir o mais rápido possível a público para explicar por que mais de 10 pessoas, inclusive um cunhado do deputado Milton Monti, que reside em São Manuel, estariam trabalhando na Prefeitura de Avaré, fato que deixa conotação de suposta negociação política que, de início, já poderia envolver, em tese, o nome do deputado.


A denúncia feita pelo Vereador Flávio Zandoná tem consistência porque foi retirada do Portal da Transparência; o fato chama a atenção, uma vez que, muita gente de Avaré, que está sem emprego, poderia estar ocupando tais vagas e que, por consequência política, se abre exceção para pessoas de outra cidade, terra natal do Deputado Milton Monti, extremamente ligado ao governo de Jô Silvestre.


Segundo Zandoná, Caio Roberto que é cunhado do deputado estaria lotado no gabinete do prefeito. Portanto, não há o que dizer senão o que disse o Vereador Sergio Fernandes - que se trata de um cabidão de empregos -, provavelmente para satisfazer o Deputado Federal Milton Monti.


O Prefeito Jô Silvestre deverá receber, ainda esta semana, requerimento assinado pelo Vereador Zandoná para dar informações sobre esse comportamento e, querendo ou não, deverá dar uma resposta que não se sabe de onde será tirada.


O curioso é que esse governo, que coloca um secretário de Comunicação para ser um verdadeiro balão de ensaio contra a Câmara, deve estar pensando que esta não estaria atenta aos supostos desmandos do governo, cuja folha de pagamento deixa uma parte para ser levada para outra cidade. O fato é que a folha de pagamento da Prefeitura já está em seu teto prudencial, e ainda possui mais de 10 servidores da já referida cidade, teoricamente, trabalhando em Avaré.


O que precisa é que o prefeito venha a público e explique ou justifique a necessidade de trazer esse pessoal para cá e também que explique onde esses profissionais estariam trabalhando, com vencimentos de 3 mil reais mensais.


Como já dito, não haveria necessidade de trazer trabalhador ou profissional de fora quando sabemos que tem muita gente de Avaré precisando de trabalho. Isso não cheira a coisa boa para um governo que, com certeza, hoje, utilizará do secretário de Comunicação para dar uma solução ao caso, pois se trata de uma situação que se não for bem explicada ou justificada, poderá trazer sérias consequências ao Prefeito Jô Silvestre. 

FONTE: Jornal do Ogunhê
tags:
• Avaré
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

500 caracteres restantes

  • COMENTAR
    • Prove que você não é um robô:

imprimir
2.319
© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium