Sexta, 20 de abril de 2018
19 99746-0072
Política

14/06/2017 ás 15h07

646

A Estância

Avaré / SP

Câmara aprova lei que disciplina coleta seletiva em condomínios
Condomínios e edifícios residenciais com mais de cinco unidades habitacionais a manterem em suas dependências recipientes destinados à separação de lixo orgânico e inorgânico.  
Câmara aprova lei que disciplina coleta seletiva em condomínios

A Câmara de Vereadores de Avaré aprovou o Projeto de Lei 45/2017 que dispões sobre a obrigatoriedade de condomínios e edifícios residenciais com mais de cinco unidades habitacionais a manterem em suas dependências recipientes destinados à separação de lixo orgânico e inorgânico.  


O projeto, de autoria do vereador Carlos Alberto Estati, foi aprovado por unanimidade na sessão ordinária do dia 14 e segue agora para a apreciação do Poder Executivo.


 “O projeto nós elaboramos sobre tudo o que se passou ao longo dos anos em que estive presente nessa Casa de Leis. Das dificuldades em se tratando até dos garis que trabalham no dia-dia, do mundo sustentável que todo cidadão que está atrás de uma vida melhor. Sabemos hoje a certeza de que nós não temos mais condições de cuidar do nosso lixo” – disse Carlos Estati.


Segundo o Projeto, entende-se como coleta seletiva de lixo aquela em que os materiais descartáveis obedecem a uma classificação de acordo com sua natureza física e origem em relação a seres vivos.


“Nós temos um aterro nota 9 e não sei como. Não sei quantos vereadores já tiveram a oportunidade de fazer uma visita ao aterro sanitário. Realmente é terrível e quando visitamos sabemos que não tem mais o que fazer com o lixo – disse o vereador.


O lixo orgânico é composto de quaisquer materiais de fácil decomposição e que não possam ser reciclados ou reutilizados e deverão ser descartados em sacos de cor preta. O lixo inorgânico é composto de materiais de produtos manufaturados e deverão ser descartados em sacos na cor azul.


A lei também prevê a doação integral do material coletado para associações e cooperativas de catadores de lixo e, na falta dessas, para instituições congêneres devidamente cadastradas nos órgãos municipais competentes.


Os condomínios e edifícios residenciais de que trata a Lei ficam responsáveis pelo acondicionamento, recolhimento, guarda e conservação dos resíduos até a cólera ser efetuada pelo Poder Público Municipal.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

1 comentários

Alexandre

  ·  Avaré - SP O escritor das matérias está precisando ler o que escreveu antes publicar, pois há muitos erros de ortografia. Em 26/06/2017 ás 00h00
Veja também
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium